Europa - Portugal - Viagens

Viagem a Portugal: Fátima e Coimbra {parte 1} Roteiro e Muitas dicas

22/12/16

Viagem Portugal: Fátima e Coimbra

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Se não viu a primeira parte deste post sobre Viagem a Portugal, clique aqui

Depois de passar a noite no vôo direto para Lisboa, partindo do aeroporto de Viracopos em Campinas, chegamos no horário previsto, passamos pela imigração, que foi tranquila, pegamos as malas, saímos no portão de desenbarque, tomamos um café da manhã reforçado com nossos companheiros Fernando e Kathrin, que já nos esperavam e alugamos o carro.

Dia 01 05/12 : Já saímos do aeroporto direto para a cidade da Fátima. O dia estava maravilhoso, o céu estava abrindo, um sol forte e uma temperatura gostosa, na faixa de uns 15 graus, aquele fresquinho sem ser congelante. Fernando e Kathrin que tinha passado os dois últimos dias em Lisboa, disseram que não parava de chover e fazer frio ( e a previsão era chuva), dissemos a eles que chegamos para trazer o sol, rsrsrs. Recentemente tenho me ligado muito mais à religião, me fortalecido, me conhecendo e crescendo espiritualmente e Fátima teria que fazer parte do passeio.

História do Santuário de Nossa Senhora de Fátima: Em 1917, 3 crianças (ou os três pastorinhos), presenciaram aparições de Nossa Senhora por 6 meses seguidos, algumas delas com muitas testemunhas. Durante as aparições, Nossa Senhora pedia que que rezassem o terço todos os dias e em uma das aparições pediu para construíssem uma capela onde é atualmente a capela das aparições.

Como estava virada da viagem, não tenho muita ideia do horário que chegamos em Fátima, mas era entre 9 ou 10 da manhã. Deu uma hora de viagem entre o aeroporto até Fátima, paramos o carro em uma rua próxima e fomos caminhando para o Santuário. Logo ao entrar no Santuário, que é uma praça imensa, num silencio impressionante, a esquerda nos deparamos com a Basílica da Santíssima Trindade e a Cruz alta do Santuário, e a direita a Capela das aparições, as colunas do santuário e a basílica do rosário. Fomos em direção à Capela, fiz uma oração na Capela (inclusive na hora que estava lá, postei uma foto no instagram e várias pessoas pediram oração e citei o nome de todas que pediram enquanto estava lá), visitamos a basílica do Rosário e depois fomos comprar uns suvenirs na lojinha do santuário que fica atrás da capela.

Quando saímos de lá, era por volta de meio dia e decidimos almoçar logo, pois não sabíamos como seria em Coimbra. A opção era o Restaurante Tia Alice, mas infelizmente estava fechado na segunda e decidimos seguir viagem para Coimbra.

Basílica do Rosário

Basílica da Santíssima Trindade e a Cruz alta do Santuário

Interior da basílica do Rosário

 Capela das Aparições

 

Não sabia o que esperar de Coimbra e isso foi maravilhoso, pois só tivemos boas surpresas lá. Sabia que lá era "a cidade da faculdade", por ter uma das faculdades mais antigas do mundo, e estava ainda em funcionamento, e era só. Logo quando chegamos, procuramos um estacionamento privado, pois todas nossas malas estavam no carro e ficamos com medo de acontecer qualquer coisa com as malas, mesmo estando na Europa. Fomos andando em direção à praça central, que logo após dela tem um calçadão e as escadarias para a faculdade, e de olho para encontrar o restaurante "Zé Manel dos Ossos" que seria alí por perto. Passamos na praça com o monumento em homenagem a Joaquim A. de Aguiar e o banco de Portugal, passamos pela pastelaria Briosa com enormes suspiros e depois nos demos conta que precisaríamos voltar para encontrar o restaurante.

O restaurante "zé manel dos ossos" fica num beco, era o único lugar que vimos com fila, por conta deste detalhe, resolvemos encarar alguns minutos de espera. Li sobre o restaurante em alguns blogs e todos diziam ser uma clássico da cidade, apesar de simples. Conhecemos um restaurante típico, acolhedor e com boa comida, mas nada sofisticado e com preço compatível. A decoração é .. diferente! rsrsrs. vários recadinhos pregados na parede e alguns objetos igualmente diferentes na decoração. Apenas 7 mesas no restaurante e um único atendente, que parece ser gerente, garçon, tirador de pedidos, caixa, etc, rsrsr. Não me lembro o que pedi, mas o prato era grande, para duas pessoas e parecia um ensopado, tipo comida da casa de vó, sabe? bem simples e caseira.

 

 Praça central de Coimbra

Banco de Portugal

Pastelaria Briosa com Suspiros gigantes

 Calçadão de Coimbra

 Placa Restaurante Zé Manel dos Osos

 Pratos do Zé Manel

 O restaurante

 Recados colados na parede fazem parte da decoração

 

Depois de lá, seguimos caminho em direção à faculdade. Não foi nada fácil subir as escadas até lá, foi cansativo mas foi um passeio bonito, por ruas de pedras e cara de cidade de muitos e muitos anos atrás. No caminho passamos pela Sé velha, e terminando as escadarias, logo a direita, encontramos o portal para o paço das escolas.

Pelo caminho encontramos muitos estudantes e professores com capas pretas, tipo do zorro ou Harry Potter e soubemos que J.K. Rolling, escritora de Harry Potter, se inspirou em várias coisas da Faculdade de Coimbra para criar Hogwards, como as capas dos alunos e a sala dos chapeus. Logo que passamos pelo portal, nos deparamos com uma enorme praça da faculdade, que existe desde a época de 1290 e funciona até hoje ( e é muito louco pensar que há tantos anos já funcionava uma faculdade ali). Compramos o ingresso para visitar alguns lugares da faculdade, como a biblioteca Joanina e a sala dos capelos.

A Biblioteca Joanina é incrível, linda, guarda alí muita história e conhecimento, foi construída em 1700 e é uma das mais originais e espectaculares bibliotecas barrocas europeias, foi um passeio realmente maravilhoso, pena que não podíamos fotografar lá dentro. Logo depois, seguimos para sala dos capelos, que no passado foi sala de trono ( Rei D. João I foi coroado lá) e onde são realizadas cerimonias academicas solenes desde o passado até hoje. Inclusive assitimos a apresentação de uma tese pela janelinha da sala, imagina que nervosismo!!! E logo mais a frente, num terraço pudemos apreciar o fim do dia, com uma visão panorâmica da bela Coimbra.

Decemos por um caminho diferente, e encontramos um bar-lounge chamado passaporte, num prédio antigo e com uma incrível vista para o rio. Foi um fim de tarde aprazível, com um lindo por do sol, apreciando uma sangria de vinho tinto, com boas companias, comtemplando o fim do nosso primeiro dia em Portugal. Alí era um pedacinho do que nos reservava aquela semana.

 Escadarias para chegar à faculdade

 Pelas ruas de pedra de Coimbra

 Sé velha pelo caminho

 Paço das escolas

 Acesso à salados Capelos

 Outra visão do paço das escolas

 Biblioteca Joanina

 Biblioteca Joanina

 sala de honrarias

 sala dos Capelos (reparem na moça apresentando a tese)

 Terraço

Linda Coimbra

  Vista e pôr do sol do bar-lounge Passaporte

 Apreciando uma bela sangria de vinho tinto

Feliz pelo primeiro lindo dia que tivemos em Portugal

 

Logo mais paramos na Pastelaria Briosa e comemos os primeiros pasteis de nata da nossa viagem, eram maravilhosos!

Pegamos o carro e seguimos viagem até o nosso hotel daquela noite, na região do Douro, na cidade de Lamego, o Vila Galé Douro. 

O resumo está todo aqui neste video. Não esqueçam de curtir o video e se inscreverem no canal.

 

 

Endereços para o GPS de todos os lugares:

 

Fátima:

  •  Santuário de Fátima: 2495-401 Fátima, Portugal

 

Coimbra:

  • Pastelaria Briosa (na praça central): Largo da Portagem, 3000 Coimbra, Portugal
  • Zé Manel dos Ossos: Beco do Forno 12, 3000-192 Coimbra, Portugal
  • Sé Velha de Coimbra:  Largo Sé Velha, 3000-383 Coimbra, Portugal
  • Paço das Escolas (Biblioteca Joanina, sala dos capelos): 3000-515 Coimbra, Portugal
  • Passaporte Louge Terrace: R. da Couraça Estrela 13, 3000-150 Coimbra, Portugal

 

Até a próxima etapa da viagem.

Se gostou do post, compartilhe para que mais pessoas vejam.

beijos

 

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Já segue o nosso canal?

Clube de Duas | Desenvolvido e gerenciado por gCampaner