Clube de Duas - Cuidados com a pele - Lifestyle

Um assunto para todas as idades: Câncer de Mama

26/07/12

Já tem algum tempo que vi estas imagens na internet. Foram produzidas por uma agência de Moçanbique, a pedido da Associação de Luta Contra o Câncer do país, para mostrar que nem as super heroínas estão imunes ao câncer de mama. E não é preciso nenhum super poder para fazer o auto exame e evitar que este inimigo implacável surja.

Nos anuncios, as Super Heroínas Mulher Maravilha, Tempestade, Mulher Gato e Mulher Hulk (nem sabia que existia esta!) realizam o exame de toque em sí próprias “Quando o assunto é câncer de mama, não existe mulher ou super heroína. Todas devem fazer o auto-exame uma vez por mês, de preferência após a menstruação. Lute conosco contra este inimigo e, quando surgir dúvida, fale com seu médico”.

O Câncer de Mama é o segundo tipo de câncer mais comum no mundo e atualmente mata cerca de 11 mil pessoas por ano apenas no Brasil.

E agora entra em pauta minha super heroína. Minha Avó, Dona Sélia.

Eu não levaria o assunto de forma tão leve, se ela mesma não estivesse nos encorajando a encarar de forma leve tudo o que tem acontecido. Já queria tratar deste assunto a mais tempo, mas aproveitei a oportunidade de hoje, 26/07, dia da avó para prestar uma homenagem a ela e lembrar deste importante assunto.

Lembram que a mais ou menos um mês atrás eu fiz um post contando que a Voinha, a beira de completar 80 anos, se formou na faculdade? Semanas antes ela foi fazer um exame de mamografia e foi constatado um pequeno cisto no seio, de 3mm, mas deveria ser examinado melhor para saber se era maligno ou benígno. Voinha guardou para ela o assunto, não fez alarde e aguardou o resultado da biópsia. No dia da colação de grau ela recebeu o resultado mas não quis nem abrir, era um dia de comemorações.

Após o ‘oba-oba’ da formatura, Voinha abriu o resultado que sinalizava um câncer malígno. Ainda sem falar nada pra ninguém, marcou a cirurgia de retirada do câncer (apenas um quadrado, não o seio inteiro) e após a cirurgia surgiu a necessidade de contar pra todo mundo o que aconteceu. DEVIDAMENTE chamada atenção pela loucura que fez, pois, por mais simples que tenha sido a cirurgia, é um momento de vivenciar o carinho e apóio da família. Agora está todo mundo bem e rezando muito pela recuperação dela.

Passado o susto – e que susto gente, imaginem só! – e os devidos estudos realizados no câncer retirado, foi indicado um tratamento de radioterapia. Ontem, dia 25/07, foi a primeira sessão. Hoje cedo liguei pra ela, e ela feliz da vida, contando que está tudo bem, que foi rápido, e que está feliz por ter começado o tratamento.

Toda esta felicidade da minha avó, e consequentemente nossa, só foi possível pela detecção quase que imediata do câncer. O Cancer era bem pequeno e com chances de cura de mais de 95%. Principalmente pela sua idade, que por mais em forma que minha avó esteja, é um corpo de 80 anos.

No início minha avó guardou toda esta situação só pra ela, acho que ela também precisava digerir tudo o que estava acontecendo. Com o tempo, ela passou a falar para todos seus conhecidos o que estava acontecendo, assim como eu estou dizendo agora, para contar e alertar sobre a situação. O câncer não tem idade para atacar, mas é mais comum em uma idade de 30 a 60 anos, principalmente em famílias com histórico de câncer de mama. Na nossa família não havia nenhum histórico, o que assustou muitas de nós, confesso, mas isso serve como um toque pra parar de pensar “isso só acontece com os outros..” NÃO, isto acontece com qualquer um. Basta estar vivo para correr este risco.

A única forma de se prevenir é fazer um acompanhamento no mínimo anual com mamografia e mensalmente, de preferência após o período menstrual, o auto exame. O que colaborou para estas chances de 95% de cura não foi a forma como ela encarou a doença, mas sim a detecção precoce do câncer. A sorte estava ao lado, é verdade. Os médicos disseram que se tratava de um câncer novo, de no máximo 3 meses de vida (ainda não possível ser identificado no auto exame), o que mais uma vez reafirma a tese de acompanhamento anual, e para quem tem casos na família semestral da mamografia,

O que deixou minha avó feliz também, foi o fato de ela poder servir de alerta para suas conhecidas, muitas diziam que não faziam mamografia a anos por acharem que já saíram do grupo de risco, outra disse que tem sentido um caroço no seio, mas imaginava que não era nada e agora foi procurar um médico, e agora eu estou aqui para lembra-las que nunca é tarde, nunca é o momento inapropriado para este tipo de exame, converse com o seu médico sobre o assunto e peça um exame mais específico, além do toque. O câncer atinge QUALQUER IDADE e QUALQUER MOMENTO.

Se eu puder hoje fazer um pedido para vocês, seria de incluir a minha avó em suas orações pelo menos por hoje. Ela está ótima, é verdade. Mas nunca é muito para ficar cada vez mais perto de Deus.

Lembrem este assunto em sua casa, com sua mãe, tias, amigas, e inclusive você que é jovem, não pense que não pode acontecer com você, apesar de estar fora do grupo de risco, prevenção nunca é demais.

Obrigada a todas por terem lido este texto que aperta um pouco o peito na hora de escrever, mas que é necessário a divulgação deste assunto tão sério e tão importante. Tenho receio que as pessoas pensem que é exposição de um assunto delicado. Sem dúvidas, de alguma forma é. Mas acredito que a lição que esta história pode trazer e a forma leve que minha avó está encarando isto tudo, muda toda esta situação.

bjs

Deixe um comentário
  • Adorei o post, Thi. Muito bom você falar sobre isso pra abrir a mente de muitas meninas que visitam o blog diariamente. 🙂
    Beijos!!
    Ahh.. você podia fazer um post sobre o seu casamento, fornecedores, etc… Além do casório do Gil e Manu que pelo que eu vi foi um bapho!!!!

  • Avatar Ana Clara disse:

    Amei o post.. adoro sua avó ( mesmo conhecendo-a apenas pelo blog) mas ela com certeza sabe aproveitar a vida de maneira positiva!! Parabéns pra ela e pra você.. vou mandar muitas energias positivas!!!

  • Avatar Karoline Saúde disse:

    Thi e Lay estarei orando pela sua voinha.. Pedirei para minha família tbm.. Que Deus possa abençoar a sua família e a ela.. Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Já segue o nosso canal?

Clube de Duas | Desenvolvido e gerenciado por gCampaner